# Sadi¢ #


25/05/2008


Vou perder meu blog na Uol, porem isso é infinitamente nada comparado à perda de uma amizade, da confiança e do companheirismo, e quando falo nestas palavras eu me refiro ao ato de saber entender e compreender o espaço e tempo de cada pessoa, Parece  fácil julgar quando estamos alterados com sentimentos a flor da pele, mas não é bem assim, toda ação causa uma reação..

Sinto-me triste e parte de mim desolada por me sentir assim ferida de certa forma atingida, e só conseguimos nos sentir atingidos por aqueles por quem amamos e nos preocupamos, por que o desconhecido e o ausente de sentimentos não consegue machucar, só quem tem esse poder são pessoas que amamos e que por vezes infelizmente destorcem os fatos, eu não quero e não vou julgar como fui julgada, quero crer que o tempo seja senhor da razão e que adiante o tempo amenize essa circunstância a qual me encontro agora, me sinto privada de ver quem gosto e me preocupo e me sinto julgada por um ato ao qual se quer tive tempo para demonstrar e estar presente de corpo, por que eu garanto que de sentimentos sempre estou presente e vou continuar amando e me preocupando e sempre desejando o melhor de tudo para essa pessoa..

Eu não me afastei, me afastaram e se esse é o desejo de quem o fez eu irei respeitar como sempre respeitei cada pessoa que admiro, que gosto e que amo!!

 

# Sadi¢ #  -  Val

 

Escrito por †S¢† às 22h45
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

22/04/2008


Escrito por †S¢† às 22h48
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

08/11/2007


Um pedaço de mim, da minha existência..

"A dor é temporária.Ela pode durar um minuto, uma hora, um dia ou um ano, mas finalmente ela acabará e alguma outra coisa tomará o seu lugar. Se eu paro, no entanto, ela dura para sempre." Lance Armstrong

 

 

 

Escrito por †S¢† às 22h29
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

02/11/2007


 

Por amor 

Por amor nós mudamos e nos moldamos, mas não pode ser por amor que nós tenhamos que nos anular..

Por amor ou pela falta dele eu encontrei você que me mostrou o seu amor por mim..

Seu amor sem culpa, sem medo, sem mascaras..

Seu amor que foi tomando conta da minha solidão e me fazendo ter momentos felizes..

Seu amor que me transformou em alguém menos fria e menos distante de você..

Por amor seguimos adiante ultrapassando obstáculos, momentos bons e ruins e nos conhecendo cada dia mais um pouquinho..

Por amor parte de mim ficou no passado, e pelo seu amor eu vivo plenamente o presente ao seu lado..

Por amor não devemos sofrer, por amor se vive e se ama, se prova a cada dia em cada gesto em cada momento perdoado em cada beijo dado em cada olhar e abraço, dos mais simples momentos ao mais ousados...

Obrigada por me fazer feliz esses dias em que vivemos juntos lado a lado, mesmo não sabendo o que o amanhã nos reserva...O que me importa é que vivemos o presente e um dia de cada vez sendo capazes de sobrepujar os maus momentos deixando que os bons sempre prevaleçam...

Obrigada pelo seu amor e seus carinhos e nunca deixe de ser assim comigo, pois sou mimada e manhosa, sistemática e chata de doer rs ** e não aceitaria menos que isso (o seu amor) ...Pois nunca aceitei menos mesmo  pisc**

Tem um ditado que diz : “Antes só do que ma acompanhada “  e hoje  eu não estou só pois tenho uma ótima companhia .........você pisc**

 

PS_  8 meses juntos ....Não existe sabedoria maior do que a vida em si e presente em cada momento, lagrimas e sorrisos, como também não existe felicidade em se amar se esse não puder ser compartilhado ..

Escrito por †S¢† às 11h26
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

20/10/2007


NÃO É COMIGO !?!?!?

 

Esta é uma estória sobre quatro pessoas:

TODOMUNDO - ALGUÉM - QUALQUER UM E NINGUÉM.

 

Havia um importante trabalho a ser feito, e TODOMUNDO, tinha certeza que ALGUÉM faria.

 

QUALQUER UM podia te-lo feito, mas NINGUÉM o fez .

 

ALGUÉM zangou-se porque era trabalho de TODOMUNDO.

 

TODOMUNDO pensou que QUALQUER UM poderia fazê-lo, mas NINGUÉM imaginou que TODOMUNDO deixasse de faze-lo...

 

Ao final, TODOMUNDO culpou ALGUÉM quando  NINGUÉM faz o que QUALQUER UM poderia ter feito.

Escrito por †S¢† às 09h50
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

18/10/2007


Feliz Niver para mim pisc* # Sadi¢ #

 

Daqui do meu cantinho, eu sempre procurei viver da melhor maneira possível, com as pessoas, com a vida e com o universo que me cerca...

Transbordar amizade por onde quer que eu passe, sempre é bom fazer amigos, reforçar laços antigos e até laços diferentes...

Uma simples atitude sempre é tão valorosa e faz a gente aproveitar as virtudes de amores verdadeiros..

Quanto aos sentimentos por vezes tentei demonstrar o que se passava ou o que se passa em meu coração..

Algumas vezes fui compreendida outras não ...

Daí eu me pegava a pensar..Por que deveria eu ficar brava, julgar, ou me questionar quanto aos outros sentimentos quando estes pertenciam tão somente a outros e a eles caberiam demonstrar ou não, podendo existir reciprocidade ou não..

Por fim tudo que faço é caminhar meu caminho tornando a minha vida mais alegre e cheia de sentido, independente de ser SM  ou BAUNILHA eu sou mais EU e não um rotulo que comanda minha vida , meus desejos e sentimentos...

Ser SM  ou não , não define a minha personalidade apenas meus desejos mais íntimos..

Não tenho tempo a perder, nem a desejar mal ou falar da vida alheia e isso se refere a qualquer pessoa que seja, meu tempo é precioso de mais para que eu o perca tomando conta do que não me diz respeito ou das coisas das quais eu não tenha a capacidade de mudar, apenas a de entender e respeitar..

Eu sigo meu caminho e não desejo sinceramente atrapalhar o caminho de ninguém, só me acompanha quem realmente deseja e se sinta tão feliz ao meu lado quanto eu..

Nestes 41 anos de vida já trilhei muitos caminhos pelos quais me encantei, amei e sorri, pelos quais também sofri e chorei como qualquer ser humano...

Eu trago marcas que o tempo deixou não só no corpo mais também na alma..

Porem o mais importante é que jamais parei de caminhar, e jamais pararei enquanto minha estrada estiver diante de mim  pisc*

Eu amo a VIDA e com ela tudo que eu tenha que passar e aprender..

 # Sadi¢ #

Escrito por †S¢† às 21h02
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

28/08/2007


BIPOLARIDADE

Distúrbio bipolar

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Como categorizado pelo DSM-IV e o pelo CID-10, o distúrbio bipolar é uma forma de distúrbio de humor caracterizado pela variação do humor entre uma fase de maníaca ou hipomania, hiperatividade e grande imaginação, e uma fase de depressão de inibição, lentidão para conceber idéias e realizar, e ansiedade ou tristeza. Juntos estes sintomas são comumente conhecidos como depressão maníaca.

A depressão maníaca, com seus dois principais subtipos, distúrbio bipolar e depressão maior, foram inicialmente descritos clinicamente perto do fim do século XIX pelo psiquiatra Emil Kraepelin, que publicou seu conhecimento da doença em seu Textbook of Psychiatry. Como se descreve a seguir, existem várias formas do distúrbio bipolar.

Deve-se ter em conta que este distúrbio não consiste apenas de meros "altos e baixos". Altos e baixos são experimentados por virtualmente qualquer pessoa e não constituem um distúrbio. As mudanças de humor do distúrbio bipolar são mais extremas que aquelas experimentadas pelas demais pessoas. Veja ciclotimia para uma versão moderada deste distúrbio.

Nota: o doente de distúrbio bipolar é também comumente chamado de "maníaco depressivo" por leigos (e por alguns psiquiatras do século vinte), entretanto, este uso não é popular atualmente entre os psiquiatras, que padronizaram o uso de Kraepelin do termo depressão maníaca para descrever o espectro bipolar como um todo, que inclui tanto o distúrbio bipolar como a depressão; eles agora utilizam distúrbio bipolar para descrever a forma bipolar da depressão maníaca.

Índice

Escrito por †S¢† às 18h54
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

DONA

 


Dona
desses traiçoeiros
Sonhos
sempre verdadeiros
Oh, dona
desses animais
Dona
dos teus ideais

Pelas ruas onde andas
onde mandas todos nós
Somos sempre mensageiros
esperando tua voz
Teus desejos uma ordem
nada é nunca, nunca é não
Porque tens essa certeza
dentro do teu coração
Tam, tam, tam batem na porta
não precisa ver quem é
Pra sentir a impaciência
do teu pulso de mulher
Um olhar me atira à cama
um beijo me faz amar
Não levanto, não me escondo
porque sei que és minha
Dona

Não há febre em teu caminho
não há ondas no teu mar
Não há vento ou tempestade
que te impeçam de voar
Entre a cobra e o passarinho
entre a pomba e o gavião
Ou teu ódio ou teu carinho
nos carregam pela mão
É a moça da cantiga
a mulher da criação
Umas vezes nossa amiga
outras nossa perdição
O poder que nos levanta
a força que nos faz cair
Qual de nós ainda não sabe
que isso tudo é que faz
Dona, ah, ah



_Composição: Sá & Guarabira

Escrito por †S¢† às 18h42
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

21/08/2007


ASTROLOGIA   -       Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

 
Um mapa natal: este mapa, ou carta natal, foi calculado para o começo do Terceiro Milênio, 01 de janeiro de 2001, às 0:00 h (horário de verão) em São Paulo, Brasil.
Um mapa natal: este mapa, ou carta natal, foi calculado para o começo do Terceiro Milênio, 01 de janeiro de 2001, às 0:00 h (horário de verão) em São Paulo, Brasil.

A Astrologia (grego αστρολογία = άστρον, astron, "estrela" + λόγος, logos, "palavra, discurso") é uma pseudociência ligada ao Esoterismo que se baseia em uma série de crenças dos povos da antigüidade, que afirmavam que os astros influenciavam o destino das pessoas e da natureza. Esta prática era utilizada pelas elites sacerdotais (como os magos da pérsia, difusores da crença) para diversos tipos de previsões, tais como épocas certas para colheitas, e, com o tempo, previsões de fatos relativos aos reis e à nação, como previsões de guerras, catástrofes e sucessão de governantes. O conhecimento astrológico largamente difundido hoje no ocidente (como o conhecimento dos signos do zodíaco) vem da astrologia dos povos do fértil crescente e, por conseguinte, do oriente médio.

Há, portanto, não uma, mas várias astrologias. Todas se baseiam, em alguma medida, nas posições relativas à Terra, e nas relações trigonométricas entre si, dos corpos celestes (principalmente Sol, Lua e planetas), e no movimento relativo de dois eixos terrestres, o Ascendente e o Meio do Céu. Estas posições no momento do nascimento, seja de uma pessoa, um objeto, um país ou um evento qualquer, compartilham de uma mesma configuração com este objeto, pretendendo-se portanto que sejam expressão deste.

Índice

Escrito por †S¢† às 19h35
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

ALDEBARÃ

Comparação do tamanho relativo de Aldebaran e do Sol A Constelação de Taurus, por Johannes Hevelius – Aldebarã aparece junto ao olho esquerdo do touro

A Constelação de Taurus, por Johannes Hevelius – Aldebarã aparece junto ao olho esquerdo do touro
A estrela Aldebarã (Aldebaran ou Alfa Tauri - abreviado α Tau) é a estrela mais brilhante da constelação Taurus. É também designada pelos nomes de Cor Tauri; Parilicium, Alpha Tauri ou, ainda, pelos códigos HR 1457 e HD 29139. Na Grécia antiga era conhecida como "tocha" ou "facho".
 

Escrito por †S¢† às 19h29
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

20/08/2007


Psiquê - 2 Parte

 A Busca pelo Amor

Psiquê vaga pelo mundo, desesperada, até que resolve consultar-se num templo de Vênus. A deusa, já cientificada de que fora enganada, e mantendo Eros sob seus cuidados, decide impor à pobre alma uma série de tarefas, esperando que delas nunca se desincubisse, ou que tanto se desgastasse que perdesse a beleza...

Título da ligação=== Os Quatro Trabalhos de Psiquê ===

  • OS GRÃOS: A princesa foi colocada num quarto onde uma montanha de grãos de diversos tipos tinham sido misturados. Psiquê devia separá-los, conforme cada espécie, no espaço de uma noite. A jovem começou a trabalhar, mas mal fizera alguns montículos, e adormece extenuada. Durante seu sono, surgem milhares de formigas que, grão a grão, os separa do monte e os reúne consoante sua categoria. Ao acordar, Psiquê constata que a tarefa fora cumprida dentro do prazo.
Mercúrio carregando Psiquê, com o vaso de Perséfone, para o Olimpo. Bronze de Adriaen de Vries, Louvre
Mercúrio carregando Psiquê, com o vaso de Perséfone, para o Olimpo. Bronze de Adriaen de Vries, Louvre
  • A LÃ DE OURO: Vênus pede, então, que a moça lhe trouxesse a lã de ouro que uns carneiros produziam. Após longa jornada, Psiquê encontra os ferozes animais, que não deixavam que deles se aproximassem. Um voz surge de juncos num rio, e lhe aconselha: ela deve procurar um espinheiro, junto a onde os carneiros vão beber, e nas pontas dos espículos recolher toda a lã que ficara presa. Cumprindo o ditame, Psiquê realiza a tarefa, enfurecendo a deusa.
  • ÁGUA DA NASCENTE: Vênus então lhe pede um pouco da pura água da nascente do Rio Estige. Mas a nova tarefa logo revela-se impossível: o Estige nascia duma alta montanha, tão íngreme que era impossível escalar. Levando um frasco numa das mãos, a princesa queda-se ante a escarpa que erguia-se à sua frente quando as águias de Zeus surgem, tomando-lhe o frasco, voam com ela até o alto, enchendo-o. O trabalho, mais uma vez, foi realizado.
  • BELEZA DE PERSÉFONE: Vênus percebeu que teria de usar de meios mais poderosos. Inventando que tinha perdido um pouco de sua beleza por cuidar do ferimento de Eros, pede a Psiquê que, no Reino dos Mortos (o País de Hades, também chamado de Campos Elísios), pedisse à sua rainha, Perséfone, um pouco de sua beleza. Conta-se, que Vênus tinha inveja da beleza da Perséfone, e este seria outro motivo para mandar a jovem ao reino de Hades. Mesmo assim a deusa estava certa de que ela não voltaria viva. Mais uma vez, Vênus se engana. Psiquê convece Perséfone a encher uma caixa com sua beleza para Vênus. Psiquê está indo de volta à Vênus, quando pensa que sua beleza havia se desgastado depois de tantos trabalhos, não resiste e resolve abrir a caixa. Cai em sono profundo, Eros já curado de sua queimadura vai ao socorro de sua amada, põe de volta o conteúdo para a caixa. desperta Psiquê e ordena-lhe que entregue a caixa à mãe dele.

Amor e Alma

Enquanto Psiquê entrega a caixa à Vênus, Eros vai a Zeus e pede que o case com Psiquê. Zeus concede esse pedido e posteriormente Psiquê é tornada imortal.

A união do amor e da alma, pois "psiquê" significa alma.

 

Escrito por †S¢† às 18h53
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Mitologia grega

Psiquê - 1 Parte

Psiquê e Eros
Psiquê e Eros

O mito de Psiquê (Espírito) é narrado no livro O Asno de Ouro de Apuleio, que a cita como uma bela mortal por quem Eros, o deus do amor se apaixonou. Tão bela que despertou a fúria de Afrodite, deusa da beleza e do amor, mãe de Eros- pois os homens deixavam de freqüentar seus templos para adorar uma simples mortal.

A deusa mandou seu filho atingir Psiquê com suas flechas, fazendo-a se apaixonar pelo ser mais monstruoso existente. Mas, ao contrário do esperado, Eros acaba se apaixonando pela moça - acredita-se que tenha sido espetado acidentalmente por uma de suas próprias setas.

Com o próprio deus do Amor apaixonado por ela, suas setas não foram lançadas para ninguém. O tempo passava, Psiquê não gostara de ninguém, e nenhum de seus admiradores tornara-se seu pretendente.

 As irmãs de Psiquê

O rei, pai de Psiquê, cujo nome é desconhecido, preocupado com o fato de já ter casado duas de suas filhas, que nem de longe eram belas como Psiquê, quis saber a razão pela qual esta não conseguia encontrar um noivo. Consulta então o Oráculo de Delfos, que prevê, induzido por Eros, ser o destino de sua filha casar com um ente monstruoso.

Após muito pranto, mas sem ousar contrariar a vontade de Apolo, a jovem Psiquê foi levada ao alto de um rochedo e deixada à própria sorte, até adormecer e ser conduzida pelo vento Zéfiro a um palácio magnifico, que daquele dia em diante seria seu.

Lá chegando a linda princesa não encontrou ninguém, mas tudo era suntuoso e, quando sentiu fome, um lauto banquete estava servido. À noite, uma voz suave a chamava e, levada por ela, conheceu as delícias do Amor, nas mãos do próprio deus do amor...

Os dias se passavam, e ela não se entediava, tantos prazeres tinha: acreditava estar casada com um monstro, pois Eros não lhe aparecia e, quando estavam juntos, usava sempre um capuz. Ele não podia revelar sua identidade pois, assim, sua mãe {que neste mito é Vênus) descobriria que não cumprira suas ordens - e apesar disto, Psiquê amava o esposo, que a fizera prometer-lhe jamais retirar-lhe o capuz.

Passado um tempo, a bela jovem sentiu saudade de suas irmãs e, implorando ao marido que permitisse fossem elas trazidas até ali. Eros resistiu e, ante sua insistência, advertiu-a para a alma invejosa das mulheres.

As duas irmãs foram, enfim, trazidas. A princípio mostraram-se apiedadas do triste destino da sua irmã, mas vendo-a feliz, num palácio muito maior e mais luxuoso que o delas, foram sendo tomadas pela inveja. Constataram, então, que a irmã nunca tinha visto a face do marido, então sugeriram-lhe que, à noite, quando este adormecesse, tomasse de uma lâmpada e uma faca: com uma iluminaria o seu rosto; com a outra, se fosse mesmo um monstro, o mataria, tomando posse de todas as riquezas.

Chegada a noite Psiquê, julgando que os conselhos das irmãs eram ditados por amizade, pôs em execução o plano que elas haviam lhe dito: Após perceber que seu marido entregara-se ao sono, levantou-se tomando uma lâmpada e uma faca, e dirigiu a luz ao rosto se seu esposo, com intenção de matá-lo.

A jovem, espantada e admirada com a beleza de seu marido, desastradamente deixa pingar uma gota de azeite quente sobre o ombro dele. Eros acorda - o lugar onde caiu o óleo fervente de imediato se transforma numa chaga: o Amor está ferido.

Percebendo que fora traído, Eros enlouquece, e foge, gritando repetidamente: O amor não sobrevive sem confiança!

Psiquê fica sozinha, e desesperada com seu erro, no imenso palácio. Precisa reconquistar o Amor perdido.

   

"MITOLOGIA GREGA" – Resulta da fusão das mitologias micênica e dórica, dos primeiros povos que ocuparam a Grécia. Tem suas principais fontes na Teogonia, de Hesíodo, e na Ilíada e na Odisséia, de Homero, escritas no século VIII a.C. Teogonia é a mais completa e importante fonte de mitos sobre a origem e a história dos deuses. Já as narrativas de Homero descrevem os grandes feitos da história grega, nos quais os heróis são ajudados pelos deuses, como na Guerra de Tróia. Os deuses gregos são divididos em diversos grupos. O mais poderoso é o dos deuses do Olimpo, que se dividem em várias classes. A classe superior é formada por Zeus, governante de todos os deuses; Apolo, deus da música e da poesia; Palas Atena, deusa da sabedoria; Ares, deus da guerra; Hefestos, ferreiro dos deuses; Hermes, mensageiro dos deuses; Posêidon, deus dos terremotos e do oceano; Afrodite, deusa do amor; Ártemis, deusa da caça; Deméter, da agricultura; Hera, irmã e mulher de Zeus; e Héstia, deusa do fogo. Numa classe inferior estão Hades, irmão de Zeus e deus dos infernos; Dioniso, deus do vinho; Pã, deus das florestas; as ninfas, guardadoras da natureza; e as musas, que representam as artes e as ciências. Os heróis, seres mortais em sua maioria, são tão importantes na mitologia grega quanto os deuses. Os primeiros a surgir são Jasão, Teseu e Édipo. Na Guerra de Tróia destacam-se, entre outros, Agamenon, Menelau e Ulisses (em grego Odisseus). Mas o principal herói grego é Héracles, mais conhecido pelo nome romano, Hércules.

Escrito por †S¢† às 18h51
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

19/08/2007


MENTIR

 

 

 

Mentira é uma declaração feita por alguém que acredita ou suspeita que ela seja falsa, na expectativa de que os ouvintes ou leitores possam acreditar nela. Portanto uma declaração verdadeira pode ser uma mentira se o falante acredita que ela seja falsa; e histórias de ficção, embora falsas, não são mentiras. Dependendo das definições, uma mentira pode ser uma declaração falsa genuína ou uma verdade seletiva, uma mentira por omissão, ou mesmo a verdade <---)  se a intenção é enganar ou causar uma ação que não é do interesse do ouvinte. “Mentir” é contar uma mentira. Uma pessoa que conta uma mentira, em especial uma pessoa que conta mentiras com freqüência, é um “mentiroso”.

 Mentir de uma maneira que piore um conflito em vez de diminuí-lo, ou que se vise tirar proveito deste conflito, é normalmente considerado como algo antiético.

Um “mentiroso” é uma pessoa que conta mentiras, independente da mentira vir a ser descoberta ou não. Contudo, é a gravidade das conseqüências geradas pela mentira que diferenciará a tolerância da sociedade ao mentiroso.

Existem pessoas que afirmam que é com freqüência mais fácil fazer as pessoas acreditarem numa Grande Mentira dita muitas vezes, do que numa pequena verdade dita apenas uma vez.

Etiqueta da mentira

A etiqueta é bastante preocupada com as questões da mentira, atribuição da culpa e hipocrisia – coisas que com freqüência são menosprezadas na ética mas de grande utilidade na sociedade:

As mentiras podem ser divididas em classes – ofensivas ou mal intencionadas, inofensivas e jocosas, do qual apenas a primeira classe é séria .Há alguns tipos de mentiras que são consideradas aceitáveis, desejáveis, ou mesmo obrigatórias, devido a convenção social. Tipos de mentiras convencionais incluem:

  • uso de eufemismos para evitar a menção explícita de algo desagradável;
  • perguntas insinceras sobre a saúde de uma pessoa pouco conhecida;
  • afirmação de boa saúde em resposta a uma pergunta insincera (os inquiridores com freqüência ficam bastante desconcertados por qualquer outra coisa que não a resposta positiva mais breve possível);
  • desculpas para evitar ou encerrar um encontro social indesejado;
  • garantia de que um encontro social é desejado ou foi agradável;
  • dizer a uma pessoa moribunda o que quer que ela queira ouvir;
  • supressão de uma quebra de tabu.

 Psicologia da mentira

A capacidade dos hominídeos de mentir é percebida cedo e quase universalmente no desenvolvimento humano e estudos de linguagem com pongídeos. Uma famosa mentira do último grupo foi quando Koko a gorila, confrontada por seus treinadores depois de uma explosão de raiva no qual ela arrancou uma pia de aço do lugar onde ela estava presa, sinalizou na Linguagem de Sinais Americana, "o gato fez isso," apontando para seu pequeno gato. Não está claro se isso foi uma piada ou uma tentativa genuína de culpar seu pequeno bicho de estimação.

A psicologia evolucionária está preocupada com a teoria da mente que as pessoas empregam para simular a reação de outra a sua história e determinar se uma mentira será verossímil. O marco mais comumente citado na ascensão disso, o que é conhecido como inteligência maquiavélica, ocorre na idade humana de cerca de quatro anos e meio, quando as crianças começam a ser capazes de mentir de maneira convincente. Antes disso, elas parecem ser incapazes de compreender que todo mundo não tem a mesma visão dos eventos que elas têm – e parecem presumir que há apenas um ponto de vista —o seu próprio — que precisa ser integrado a qualquer história.

 Mentiras e confiança

Uma razão para que a mentira possa persistir como uma estratégia em ambientes sociais é que não é a comparação dos fatos contra alguma noção de verdade, mas em vez disso, a avaliação de se uma traição da confiança aconteceu ou não, que determina a resposta a uma mentira.

Escrito por †S¢† às 15h01
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

18/08/2007


Texto interessante

importância do autoconhecimento
A auto-estima oscila de acordo com as situações e principalmente em como nos sentimos em relação a cada um delas. Mas o que faz com que algumas pessoas sejam mais seguras de si, mais estáveis emocionalmente enquanto outras se perdem, se desesperam quando algo acontece? O diferencial que faz com que cada um consiga ter controle sob suas emoções é o autoconhecimento.

O quanto você se conhece? Muito? Pouco? A maior parte das pessoas acredita que se conhece, mas na verdade se conhece muito pouco. Você ama alguém, confia em alguém que pouco conhece? Geralmente amamos e confiamos

 
apenas em quem conhecemos muito! E se você não se conhece como quer acreditar mais em sua própria capacidade? Como quer ir em busca de seus sonhos se não acredita ser capaz? E por que não acredita ser capaz? Porque não sabe quem você é.

Por isso, o autoconhecimento é fundamental para desenvolver o amor por si mesma e fortalecer a auto-estima. É muito difícil alguém se conhecer interiormente quando a busca está sempre no externo. Buscam cuidar da pele, mudar o corte do cabelo, comprar roupas, carros, eliminar alguns quilinhos, mas quase sempre esquecem que o caminho deve ser o contrário, de dentro para fora.

Quando uma pessoa está bem com ela mesma você percebe isso não pela roupa que está usando, ou o carro que está dirigindo, mas pelo brilho em seu olhar, o sorriso em seu rosto, a paz em seu espírito. Como alguém que dorme mal toda noite pode sentir paz? Como alguém que está constantemente se criticando, se culpando, se achando errada, pode se amar? Amar-se é condição básica para elevar a auto-estima. É importante identificar os fatores que estão te impedindo de elevar sua auto-estima.

O autoconhecimento é fundamental para desenvolver o amor por si mesma e fortalecer a
auto-estima.
Podemos perceber que a auto-estima está baixa quando desenvolvemos algumas características como: insegurança, inadequação, perfeccionismo, dúvidas constantes, incerteza do que se é, sentimento vago de não ser capaz, de não conseguir realizar nada, não se permitindo errar e com muita necessidade de agradar, ser aprovada, reconhecida pelo que faz e nem sempre pelo que é.

Se você identificou algumas dessas características, pode ser que esteja precisando aumentar seu autoconhecimento para assim elevar sua auto-estima.

Se quiser, poderá fazer o seguinte exercício:

- Escreva dez coisas que você gosta em si mesma.
- Depois escreva dez coisas que você não gosta em si mesma ou que gostaria de mudar.
- Qual lista foi mais fácil de completar?

A maioria das pessoas sente mais facilidade em identificar as coisas negativas. Aprendemos que dizer aquilo que gostamos em nós mesmas poderá ser rotulado de presunção, esnobismo, egocentrismo. Nada disso! Para aumentar o autoconhecimento é preciso ter consciência de quem se é de verdade, avaliando os pontos positivos tanto quanto os negativos, pois só assim será capaz de mudar aquilo que te incomoda ou te faz sofrer e valorizar o que tem de bom e que geralmente mergulhada em tantas críticas e cobranças, acaba por esquecer.

Continue o exercício:

- Observe as listas. Coloque um “i” nas características internas, ou seja, que dependam apenas de você reconhecê-las. E um “e” nas características externas, que dependam da opinião de outras pessoas.
- Ao fazer o sinal (i ou e), o que você percebe? Há um equilíbrio entre eles ou você tende mais para um lado?

Se você tem mais características externas ficará mais vulnerável à opinião dos outros e assim, mais facilmente manipulável. Dependerá cada vez mais de aprovação, mas infelizmente nunca da sua própria. Isso quer dizer que toda vez que algo que dependa no mundo externo ou de outras pessoas não correspondam a sua expectativa, você se sentirá frustrada e sua auto-estima tenderá a baixar.

Seu valor estará sempre na dependência do que dirão sobre você, não importando muito sua própria opinião. Por exemplo, quando você perde o emprego, quando recebe uma crítica, quando alguém se distancia de você. Tudo isso pode baixar sua auto-estima e se sentirá incapaz de continuar e desistirá no meio do caminho. Abandona assim seus sonhos, seus objetivos.

Para aumentar o autoconhecimento é preciso ter consciência de quem se é de verdade, avaliando os pontos positivos tanto quanto os negativos.
Isso acontece quando a principal fonte de auto-estima está naquilo que faz pelo externo, sempre querendo fazer algo para as pessoas em busca de aprovação e reconhecimento. E esse é o caminho mais curto para se machucar. Coloca assim todo seu valor nas opiniões ou respostas no mundo externo e, como quase sempre nada disso corresponde ao que espera, e nem ao que você é realmente, se permite depender cada vez mais de como te avaliam, gerando um círculo vicioso.

O importante é desenvolver a capacidade e ter a consciência de saber que o que faz é o reflexo de quem você é. Ao reconhecer seus pontos negativos, poderá mudar um por um. E reconhecendo seus pontos positivos se sentirá mais confiante em sua capacidade de conseguir o que quer que deseje, independente das críticas ou opiniões que terão sobre você, pois acredita ser capaz de conseguir tudo o que deseja! E ainda que ninguém te aprove, você terá autoconhecimento suficiente para você mesma se aprovar e principalmente se amar!

Escrito por †S¢† às 11h57
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Autoconhecimento ..

Se você gosta de mulheres que adoram conversar sobre qualquer assunto, e parecem nunca saber a hora de parar de falar, então acaba de encontrar a outra metade da laranja!

Mas, ao contrário de imaginar que passar horas ao seu lado conversando sobre os mais variados assuntos pode ser uma chatice, vai acabar ficando encantado. Ela vai dar aquele sorriso insuportavelmente delicioso a cada três frases que disser, e você vai sentir o quão maravilhosa ela pode ser. Esta mulher parece brilhar quando faz aquilo que mais gosta: discutir um assunto!

A libriana é feita de bondade, delicadeza, justiça, amizade teimosia e indecisão.

Apesar de parecer frágil e ser muito feminina em seus gestos, na forma de se vestir e de falar, a libriana é o tipo de mulher que pode surpreender quando resolve arregaçar as mangas da camisa para fazer um trabalho estritamente masculino. Ela vai se sentir como se estivesse em casa se tiver que dirigir um caminhão ou laçar um touro selvagem. Esta mulher, apesar de muito feminina, possui um traço masculino que, volta e meia, costuma cobrir o lado feminino. Mas em nenhum momento ela perde sua feminilidade. Antes de pegar o machado para derrubar uma arvore, ela vai passar o batom, arrumar o cabelo e borrifar um pouco de perfume que é para deixa-la mais a vontade.

Mesmo quando estiver nervosa a libriana tentará parecer calma ou, pelo menos, controlada.

A mulher de Libra é altamente intelectual e possui um grande poder de análise, que pode ser muito útil para resolver os problemas dos negócios do parceiro. Raramente ela deixará que as emoções a impeçam de tomar uma decisão desapaixonada ou de fazer um julgamento equilibrado. Com certeza, ela é muito melhor que o gerente do seu banco.

Seu temperamento foi feito para o trabalho em equipe. Ela quer participar do maior numero possível de decisões que o parceiro tomar. Deseja fazer tudo a favor do parceiro e é mulher suficiente para segui-lo quando ele desejar mudar de profissão, país ou fazer novas amizades. Ela adora estar cercada por pessoas, sente-se no paraíso quando pode reunir uma multidão de amigos para uma festa, onde vai passar horas dançando e se divertindo como poucos.

Poucas são as librianas que sofrem de depressão ou tem problemas crônicos de saúde.

O segredo de sua vitalidade está em seu temperamento racional, pacífico e a repulsa que tem a impaciência. Pessoas impacientes e desesperadas costumam causar um mal estar na libriana, que podem tira-la do sério. Mas a maioria vai simplesmente preferir manter-se a longas distancias de pessoas nervosas e impacientes. São poucas as mulheres de Libra que tem amizades com gente estressada. Elas até podem ser colegas, dizer um "bom dia" no ponto de ônibus, mas jamais farão um esforço para convidar esta pessoa para freqüentar sua casa.

A mulher de libra detesta a confusão, e normalmente precisa da harmonia para manter a estabilidade emocional.

Ela costuma ser dominadora, do tipo que gosta que todos estejam ao seu lado e façam o que quer. Porém a libriana nunca vai forçar ninguém a obedece-la. Sua mão de ferro sempre estará calçada em uma luva de veludo, sua vontade e seu egoísmo sempre estarão acompanhados por sua delicadeza, educação e o mesmo sorriso encantador de sempre. É assim que normalmente ela costuma conseguir o que quer: fazendo com que as pessoas pensem que foram elas que escolheram ser suas prisioneiras por livre e espontânea vontade. Ela tem um jeito tão educado de impor suas vontades, que a gente fica até sem jeito de dizer "NÃO".

O companheiro sempre virá em primeiro lugar no coração da libriana.

Normalmente elas tem uma sinceridade que pode deixar qualquer um sem jeito diante de suas afirmações ou comentários.
Se você é do tipo que gosta que as pessoas que fingem não ver os seus defeitos, evite pedir opiniões a libriana. Ela não esconde o que pensa mesmo que isto provoque alguns maus entendidos. Afinal, se pediu sua opinião deve estar preparado para ouvir a verdade, não é? Mas, ela nunca é grosseira ou deselegante. Normalmente ela é direta sem fazer rodeios. Se uma amiga pergunta se está gorda, ao invés de disfarçar e tentar ser diplomática, a mulher de Libra vai dizer que realmente ela está muito mais gorda do que a ultima vez em que se viram. Antes que a amiga tenha tempo de ter um ataque de baixa estima, ela vai dar-lhe um monte de receitas para perder a barriga, diminuir a papada e levantar o traseiro. A amiga vai estar quase tendo um ataque de nervos, e ela vai completar com a maior naturalidade: "...mas tem muita gente que gosta de mulheres gordas, caso você se sinta bem com seu corpo".

Tem gente que acha que a libriana faz isto por maldade, mas não é. Ela faz por pura inocência e pelo amor que tem pela verdade. No fundo ela pensa que esta ajudando a amiga ao invés de fazer com que tenha uma crise de depressão!

Ela detesta ferir os sentimentos de quem quer que seja. Detesta dizer "não" e a idéia de ser injusta pode deixa-la doente.

Uma coisa que muitas delas costumam ter é manias.
Quando uma libriana resolve ter uma mania, podem se passar anos até que ela resolva abandona-la. E o pior é que ela nunca acha que tem uma mania. Também costumam levar mais tempo para tomar uma decisão se pode adiar uma escolha. E o pior é que ela sempre se apressa em negar suas decisões. A primeira coisa que costuma dizer é : "Eu não tenho nada de indecisa!"

Escrito por †S¢† às 11h19
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Perfil

Meu perfil
BRASIL, Sudeste, Mulher, de 36 a 45 anos, Portuguese
MSN -

Histórico